Sobre

WIRTH

O nosso compromisso é oferecer qualidade e elegância para os pés femininos.

Há mais de 60 anos no mercado coureiro-calçadista, a Wirth mantém o compromisso de oferecer calçados com qualidade e elegância aos pés femininos. São seis décadas de investimentos em tecnologias, pesquisas, capacidade de produção e valorização do ser humano, que refletem no bem-estar de quem adquire um sapato produzido pela empresa. Sediada em Dois Irmãos, no Vale dos Sinos, a Wirth conta atualmente com quatro filiais, onde diariamente são produzidos milhares de pares de calçados, que servem aos consumidores do Brasil e do mundo.

Momentos dessa trajetória de trabalho e sucesso

"Era o final do mês de agosto (1946) e apesar de não ser muito quente, era um dia de sol. Eu não sabia bem o que iria acontecer. Eu só sabia que queria abrir logo minha sapataria e vender os sapatos. Arrumei tudo o que eu tinha, coloquei os sapatos expostos na janela e abri a porta. Não coloquei placa porque naquela época todos me conheciam. Fui na frente da casa e rezei para que tudo desse certo, que Deus me ajudasse a vencer na vida. Prometi a mim mesmo nunca ter medo de trabalhar. Então voltei para dentro da casa e comecei o serviço. Logo vieram os vizinhos, os Birck, os Backes, os Berlitz, todos querendo sapatos para o Kerb”.

João Arlindo Wirth

A história da Marca começa com João Arlindo Wirth, um jovem empreendedor criado em Dois Irmãos, na região serrana do Rio Grande do Sul, que aos 15 anos saiu de casa e aprendeu o ofício de sapateiro como estagiário em Sapiranga, uma cidade vizinha. Após o Serviço Militar, foi trabalhar em Caxias do Sul e de Caxias voltou para Novo Hamburgo. “A gente só fazia 8 horas por dia. Não dava para fazer hora extra. Então eu vi que não tinha futuro”. Voltou a Dois Irmãos para cuidar do pai. Ano em que tomaria a maior decisão da sua vida: “ VOU MONTAR A MINHA PRÓPRIA SAPATARIA” . Começou com quase nada. Não tinha dinheiro, mas tinha crédito: “Me dá essa pele, depois que eu vender o sapato eu lhe pago”. Assim também foi com o solado: “Comprei do Guilherme Saueressig, amigo que já me conhecia e acreditou em mim”.

Este foi o ano da entrada e aporte de capital dos sócios Ceryllo Henrich e Vegildo Feltes. Teve a construção de um novo prédio e a produção nos últimos meses de 1948, passou de 3.887 pares para 9.457 pares no ano seguinte. Após encerrar a sociedade com os primeiros sócios, em 1953, Sr. Arlindo convida o cunhado Arthur Wendling para aprender o ofício e entrar como sócio na fábrica.

Primeiro sapato produzido

O início das exportações começou na década de 70. Em 1971, para os Estados Unidos e em 1974 para o mercado europeu. Atualmente, a empresa exporta para mais de 50 países tendo como principais destinos a Alemanha, Inglaterra, Holanda, França, Rússia, EUA, Canadá, Argentina, Colômbia, Austrália e Japão.